Caravana Agroecológica de Apodi tem abertura nesta quarta em Mossoró

Imagem

Conhecer as experiências de grupos produtivos baseados no modelo da agricultura familiar e denunciar a desterritorialização provocada pela invasão do agronegócio. É com essa perspectiva que tem início nesta quarta-feira, 23, a Caravana Agroecológica e Cultural de Apodi. De 23 a 26 de outubro, os mais de 200 participantes representantes de todo o país terão a oportunidade de conhecer o que se produz nas férteis terras do Semiárido Nordestino pelas mãos de homens e mulheres que vivem da produção limpa e sustentável, além de visualizar as experiências como a agricultura irrigada, bioágua, economia solidária e o perímetro irrigado Jaguaribe-Apodi.

O grupo será dividido em subgrupos, que por sua vez, irão compor “rotas”. Serão cinco rotas que vão passar por cidades como Assú, Olho d’Água do Borges, Campo Grande, Tibau, Grossos, Mossoró e Limoeiro do Norte (CE). “Através dessas rotas, os grupos vão visitar comunidades em várias cidades e conhecer essas experiências agroecológicas”, explica a coordenadora do Centro Feminista 8 de Março, Conceição Dantas.

A abertura será às 19h, nesta quarta-feira, no Centro de Treinamento Seminário Santa Terezinha, em Mossoró. A mesa de abertura será composta por: Francisca Eliane (Rede Xique-Xique e Marcha Mundial das Mulheres), Edilson Neto (Sindicato das Trabalhadoras e dos Trabalhadores de Apodi) e Dênis Monteiro (Secretário Executivo da Articulação Nacional de Agroecologia – ANA).

Na ocasião também haverá apresentação da Cia Escarcéu de Teatro com o espetáculo “Terra” que aborda a temática da resistência camponesa na Chapada do Apodi e show com o cantor Alan Barbosa.

Além de pautar a agroecologia, a Caravana também denuncia a ameaça do projeto do Perímetro Irrigado da Chapada do Apodi, obra do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) que pretende desapropriar mais de 13 mil hectares onde vivem e produzem agroecologicamente cerca de 800 famílias.

No dia 26 de outubro, último dia da Caravana, são esperadas duas mil pessoas para realizar um ato em solidariedade à luta da Chapada, com saída do centro de Apodi. “Pra nós, essa Caravana vem contribuir muito para a troca de conhecimentos sobre a agricultura familiar e também para dar força às nossas lutas pelas nossas terras e pelo direito de viver e plantar nelas”, destaca a agricultora Francisca Antônia de Lima, moradora do P.A Laje do Meio/ Apodi que deve receber a Caravana na próxima sexta-feira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s